12/18/2009

Deflorando a caverna





Guardada
Talvez por medo
Da dor ou do prazer lancinante

Ela o encontra
Palavras,toques e lambidas a excitam
A dúvida persiste: Render-se ou não?


O que era uma certeza
Foi demovida pelo desejo de ser traçada
Instinto?

Por que os corpos se ligariam nessa doída posição?
Um beijo torrido leva o vestido
Uma mordida no ventre leva sua calcinha

Nus
Os dois animais estão ali
Sem medo,apenas com intenso desejo

Delicadamente ele a devasta
No início uma pequena dor
As mãos dele percorrem o corpo dela até o ápice
Ele a toca, a prova, come e possui


Aonde foi a dor?
Um gemido ardente tem o dom de tranforma-lá
Em um gozo profundo e mútuo


Rouge Cerise

8 comentários:

  1. Dra. Rouge, merecedora do prêmio de melhor escritora de poesias sensuais: esse foi Magnífico! Beijos

    ResponderExcluir
  2. DOR e PRAZER podem andar juntos
    BJSSS
    LEO

    ResponderExcluir
  3. Que o Natal seja a esperança do ano que está por vir, com todas as realizações possíveis e imaginárias!
    UM DELICIOSO, ERÓTICO E SEXIMAGINARIO
    2010
    BJSSS
    LEO

    ResponderExcluir
  4. Minha especialidade
    Transformar dor em prazer
    Inigualável capacidade

    Deixar fluir
    Conseguir amar
    Fazer o sofrimento ruir

    Louco sentimento
    Sexo indescritível
    Torturas de amor.

    Marquês de Sórdido

    ResponderExcluir
  5. Tortura-me ou devora-me?
    Att,
    Rouge

    ResponderExcluir
  6. As vezez, dor e prazer estão ligados tão intimamente...

    Fique com Deus, menina Dra Rouge.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Começa 2010 e o Vida Blogueira vem repleto de novidades!
    Se ainda não conhece o Vida Blogueira, dê um pulinho no blog. No dia 4 estréia a nova coluna sobre Dicas e tutoriais e nela você poderá encomendar selos e banners!
    Sem custo algum. Seja um seguidor e fique por dentro das novidades.

    Até lá.

    ResponderExcluir
  8. Deliciosamente instigante o poema,,,da vontade de ler mais e mais...beijos...

    ResponderExcluir